Vai empreender e não sabe por onde começar?

1 – Planejamento do negócio

Elabore um plano de negócios com a definição do produto, análise de público alvo, localização e mercado. O tempo investido na fase do planejamento será importante para diminuir o risco operacional do negócio. O Planejamento estratégico é um processo gerencial de grande importância dentro das empresas de todos os portes e setores. Um bom planejamento impulsiona a empresa na direção correta, auxiliando para que ela possa antecipar-se às ameaças e fazer um diagnóstico de oportunidades e melhorias. Um passo à frente bem planejado tem possibilidades de ser mais acertivo.

2 – Capital de giro adequado

Saiba quanto de capital próprio você tem disponível e quanto de capital de terceiros você tem acesso. Pesquisas mostram que o capital de giro é um ingrediente importantíssimo para o sucesso dos negócios.

A administração de capital de giro exige cuidados devido à complexidade da economia brasileira, expansão do mercado financeiro e elevado custo do crédito.

Quando uma empresa inicia as suas atividades, recebe dois tipos de investimentos.

Um deles é considerado como investimento fixo para investir em itens do ativo imobilizado (aquisição das máquinas, móveis, imóvel, etc.).

A outra parte dos investimentos vai compor uma reserva de recursos para ser utilizada conforme as necessidades financeiras da empresa ao longo do tempo (capital de giro).

Esses recursos ficam alocados nos estoques, nas contas a receber, no caixa ou na conta corrente bancária.

Capital de giro é o conjunto de valores necessários para a empresa fazer seus negócios acontecerem.

Em geral de 50 a 60% do total dos ativos de uma empresa representam a fatia correspondente a este capital.

O estoque de uma empresa é formado e mantido em função das necessidades do mercado consumidor e está sempre sofrendo mudanças de investimentos.

Quanto maior a necessidade de investimento nos estoques, mais recursos financeiros a empresa deverá ter, o que justifica a importância do capital de giro.

Além disso, quanto mais prazo você oferece ao cliente ou quanto maior for a parcela de vendas a prazo no seu faturamento, mais recursos financeiros a empresa deverá ter.

Portanto, as decisões de compras e vendas não podem ser tomadas sem nenhum critério.

O empresário deve fazer uma análise dos recursos financeiros disponíveis da empresa.

Se o recurso não existe, a empresa terá que optar por empréstimos, o que acarreta em pagamentos de juros, diminuindo a margem de lucro do negócio.

Administrar o capital de giro da empresa significa avaliar o momento atual, as faltas e as sobras de recursos financeiros e os reflexos gerados por decisões tomadas em relação às compras, vendas e à administração do caixa.

3 – Investimento em estratégia comercial

Saiba como e quanto sua empresa deve investir em tecnologia, recursos humanos e marketing. Não adianta ter um excelente produto se não tiver acompanhado de uma boa estratégia comercial. Isso não é despesa, e sim investimento.

Entender quais as tecnologias fazem parte do seu negócio é importante para que você possa gerenciar o impacto deste investimento na hora de decidir investir em determinado ramo de atividade. Busque entender quais facilidades e inovações o mercado apresenta para colocar seu produto ou serviço mais próximo do consumidor.

Os recursos humanos de uma empresa estão ligados ao capital intelectual e à capacidade de produção. Tenha definidas as políticas de contratações de pessoal e os planos de cargos e salários, jornadas de trabalho e a legislação que norteia a relação trabalhista em nosso País.

Já em relação ao MARKETING, você irá descobrir que é um caminho a ser seguido. Você não precisará fazer uma graduação em Marketing, mas precisará estudar a respeito e conhecer os benefícios que ele apresenta. Claro que a ajuda de um profissional da área é importantíssima, caso você decida ir além dos conceitos básicos. Não é só o fato de colocar sua empresa na internet, até porque inserir sua empresa na web é algo indiscutível, pois há um ditado: “Quem não é visto não é lembrado”, e a web é um lugar que a sua empresa merece estar, seja em um website, alguma rede social, seja para um anúncio de produtos, enfim, simplesmente apareça lá. Mas como eu disse, o Marketing vai além disso. Estabelecer relacionamentos é empreender, e o Marketing apresenta várias ferramentas para você criar o seu caminho para estar mais próximo de parceiros, clientes, colaboradores. Além disso, ao adotar uma boa estratégia de Marketing você tem a possibilidade de criar uma relação com o público e consolidar a identidade de sua empresa no mercado. Com isso, pense bem em sua estratégia e defina bem qual a identidade para a sua empresa que você quer fixar para o seu público. Leve o Marketing para dentro da sua empresa.

4 – Contrate os serviços de uma contabilidade

Os serviços contábeis, por diversos fatores, ganham cada vez mais importância para as empresas, independentemente do porte delas. Há temas relevantes em que os profissionais da contabilidade devem estar aptos para ajudar seus clientes empreendedores, tais como: controles contábeis, tributação sobre investimentos, gestão de impostos sobre o faturamento e sobre o lucro, rotinas de recursos humanos e encargos sociais, análise de rentabilidade das empresas e gestão das informações necessárias aos diversos interessados no ambiente econômico.

Para saber se está fazendo uma escolha adequada do profissional contador para os negócios de sua empresa, faça uma análise do portfólio do profissional, solicite comprovação de educação continuada, exigida pelo CRC (Conselho Regional de Contabilidade). Ninguém vai querer dicas antigas para novos negócios. Com a rapidez das informações, a educação continuada obriga o profissional contador a se atualizar constantemente, não só por zelo, mas para se manter no mercado cada vez mais exigente e competitivo. E, no mais, estabeleça uma relação de parceria e confiança.

Tenha definidos seus objetivos e metas de curto e longo prazo para o negócio. É importante escrevê-los e partilhar com sua equipe e parceiros. É daí que você vai tirar forças para continuar e manter o foco.

Tenha sempre em mente: “É justo que muito custe o que muito vale”. Sucesso é resultado de esforço aplicado. Saiba expressar quanto valem seus esforços.

E por fim, só inicie algo que você acredita que pode dar certo. Acreditar é muito importante para alcançar os resultados esperados. Estabeleça seus critérios e princípios. Deposite energias positivas e tenha fé!

Comentários